Padroeira escolhida para o 5° ano da Adora 

Todos os anos, escolhemos um patrono ou patrona, que nos auxiliará em nossas orações particulares e pela Adora. Esse ano escolhemos a Imaculada Conceição Aparecida, por ser um ano de muitas decisões para o nosso país. Iniciamos também um novo ciclo, que gera um impacto sobre os empreendedores, mas nós sempre confiamos em nossa Mãe.

Outro motivo da escolha foi a humildade. Por mais que venhamos a alçar grandes voos, crescer, não podemos nunca perder nossa essência, e Aparecida tem essa característica -é uma mãe humilde, mãe dos pequenos- e por isso, queremos sempre nos espelhar nEla.

Por último, somos romeiros, peregrinos, e pedimos que Ela nos ajude a encontrá-la no céu! Assim, consagramos-lhe esse nosso quinto ano de Adora, que se concluirá em 22 de agosto de 2019, na certeza de muitas graças e bênçãos, sem jamais perder a essência.

Através da história de Nossa Senhora Aparecida, que foi encontrada por pescadores, após tentativas de pescas sem sucesso, podemos refletir sobre alguns ensinamentos de Deus aos nossos corações.

Perseverança

A imagem foi encontrada primeiramente sem a cabeça, que só foi encontrada na segunda vez que a rede foi lançada. Tal fato nos leva a pensar sobre a perseverança em acolher um mistério que parecia incompleto, mas que na verdade não era.

A importância do acesso às iniciativas de Deus

Se os pescadores tivessem jogado a imagem sem a cabeça de volta no rio, não teriam vivenciado a realização do sonho de Deus através de Nossa Senhora Aparecida. Porém, deram acesso para que Deus revelasse sua obra.

A Igreja é instrumento de reconciliação

A imagem foi encontrada em partes, que estavam quebrantadas, o que nos leva a refletir a mensagem e o chamado de recomposição do que está fraturado, união do que antes era dividido. Nós, enquanto Igreja, recebemos a missão de sermos instrumento de reconciliação.

Confiar, para conhecer a beleza de Deus

Assim como aqueles humildes pescadores, a Igreja precisa dar liberdade para o mistério de Deus, para que Ele encante e atraia as pessoas, através da experiência pessoal com elas. Somente Sua beleza pode atrair verdadeiramente.

O despertar de Deus através da aparição da imagem

Ele se fez presente naquela pequena imagem, para despertar em nós o desejo de guardá-lo em nossa própria vida, levá-lo para casa junto a nós, permitir Sua participação em nossas vidas.

Além disso, nos inspira a chamar o próximo, os vizinhos para conhecerem esse amor e milagre. A missão da Igreja nasce no encontro com Cristo que transborda nos corações.

Papa Francisco nos orienta:  “A Igreja tem sempre a necessidade urgente de não desaprender a lição de Aparecida […] As redes da Igreja são frágeis, talvez remendadas; a barca da Igreja não tem a força dos grandes transatlânticos que cruzam os oceanos. Contudo, Deus quer se manifestar justamente por nossos meios pobres, porque é sempre Ele quem está agindo”.

Que possamos ir ao encontro de Nossa Senhora Aparecida para refletir as sabedorias de Deus através de sua história e clamar sua poderosa intercessão.

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

Deixe seu comentário

Post relacionados