No dia 2 de fevereiro, 40 dias após o Natal, celebramos a festa da apresentação do Senhor.

Trata-se de uma celebração que nos convida a meditar o mistério da Encarnação: por que Deus, afinal de contas, quis fazer-se homem como nós para mostrar-nos o quanto nos ama e deseja estar conosco?

Com todo o seu poder, o Senhor poderia nos amar e perdoar de maneiras mais fáceis, ou até mesmo com um simples estralar de dedos. Porém, a criatura humana, marcada pelo pecado original e as desordens que dele se seguiram, já não encontra forças em si mesma para confiar em Deus e acreditar no seu amor. Adão e Eva, ao escutarem os passos do Senhor no jardim ficaram assustados e cheios de desconfiança.

Assim, Deus quis assumir nossa condição mortal para mostrar-nos, nas dores de sua própria carne, a realidade de seu amor sem limites. A cruz do Senhor é a garantia mais firme possível de que somos muito amados.

Ao contemplarmos no dia de hoje o Menino Deus nos braços de Simeão, lembremo-nos que Ele nasceu para morrer, já que o motivo de toda a sua missão neste mundo foi amar-nos e ser imagem encarnada da caridade divina.

Que Ele, brilhando por sua graça em nossos corações, dê-nos sempre a força de crer no amor manifestado em sua cruz!

Deixe seu comentário

Post relacionados